agosto 04 2020 0comment

CURSO ONLINE GRATUITO SOBRE CIÊNCIA DE DADOS

Durante a quarentena, muitas pessoas estão aproveitando o tempo em casa para ampliar o currículo e fazer cursos de atualização profissional. Diante deste cenário, diversas instituições passou a oferecer cursos de capacitação gratuitamente, como é o caso da FGV Educação Executiva, que acabou de lançar o curso on-line sobre “Introdução à Ciência de Dados”. O curso que tem a carga horária de 60 horas, tem como único pré-requisito o acesso à bibliografia sugerida, em língua inglesa.

Segundo a FGV, o curso tem o objetivo de apresentar a Ciência de Dados a profissionais de que tenham interesse em conhecer um pouco mais dessa carreira. Também é destinado a estudantes de ensino superior que desejam conhecer as principais etapas e aplicações da área que engloba o “big data”.

A Ciência de Dados é uma área da ciência que envolve técnicas de computação, matemática aplicada, inteligência artificial, estatística e otimização, com o intuito de resolver problemas analiticamente complexos, utilizando grandes conjuntos de dados como núcleo de operação.

A inscrição pode ser realizada diretamente pelo site da FGV ou clicando aqui.

Fonte: FGV

junho 08 2020 0comment

CARREIRA – Curso gratuito de programação para mulheres

Para as mulheres que estão interessadas em adquirir mais conhecimento na área de tecnologia, ganhando ainda a oportunidade de entrar nesse mercado, já podem se inscrever para o projeto Laboratória.

A iniciativa, que tem o objetivo de oferecer um curso de programação exclusivo para mulheres, já formou mais de 1.300 programadoras no Brasil, Chile, México e Peru, e por aqui 94% das participantes conseguiram um emprego na área de tecnologia. 

Interessadas em fazer parte do programa podem preencher suas inscrições até o dia 26 de janeiro, com as seletivas acontecendo entre os meses de fevereiro e março. Durante este período, serão feitas entrevistas e pré-admissões.

Para saber mais, basta acessar a página da Laboratória.

Fonte: canaltech

 

 

maio 19 2020 0comment

Projeto que impulsiona a carreira de jovens, pretende transformar o Brasil por meio da TI

Existe uma escassez de mão de obra no mercado de TI no Brasil. E isso acontece em meio a uma crise econômica no país, com quase milhões de pessoas desempregadas, segundo os dados mais recentes do IBGE.  Ao mesmo tempo, estimativas da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (BRASSCOM) mostram que a área de tecnologia terá mais de 450 mil vagas abertas até 2024.

 

Buscando mudar esse cenário, nasceu o Movimento MeuFuturo.Digital, um ecossistema que que pretende integrar jovens, instituições de ensino, empresas contratantes, startups, governo, ONGs, entre outras entidades, com o objetivo de transformar o Brasil através da tecnologia.

 

Para isso, as ações já começaram e vão desde palestras em centros de formação e universidades a formação de grupos conectados para pensar iniciativas e ideias que impactem a sociedade,  criando um ecossistema que favoreça a atração, retenção e formação de talentos na área de TI. 

 

O projeto de transformação cultural exponencial nasce da urgência de fomento ao aprendizado, tendo a tecnologia como futuro e pautando-se na troca de ideias, experiência.. Já passou do momento de o Brasil fazer a sua própria disrupção e começar a se destacar como grande potência de TI e Digital mundial.

 

Para conhecer um pouco mais sobre o projeto, clique aqui.

 

Fonte: Canaltech

março 16 2020 0comment

Profissões da área de Tecnologia são as que terão maior crescimento nos próximos anos

Segundo dados do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), as profissões ligadas à tecnologia estão entre as mais promissoras para os próximos cinco anos, No estudo Mapa do Trabalho Industrial, estas ocupações devem não só motivar a abertura de novos postos de trabalho, como também exigir a requalificação de parte da mão de obra disponível atualmente.

 Ainda segundo as informações do Senai, o Brasil terá que qualificar 10,5 milhões de trabalhadores em ocupações industriais para a adaptação às mudanças tecnológicas e para a automação dos processos de produção, tudo isso até 2023.

A pesquisa mostra ainda que haverá a criação de vagas de trabalho para profissionais, como condutores de processos robotizados, devido à alta demanda. O crescimento deve ser de 22%, enquanto em outras ocupações o aumento médio deve chegar a 8,5% no mesmo período.

As maiores taxas de crescimento devem acontecer também nas profissões de pesquisa de engenharia e tecnologia (17,9%), engenharia de controle e automação, mecatrônica e afins (14,2%), direção de serviços de informática (13,8%) e operação de máquina de usinagem CNC (13,6%).

Entre as áreas que vão demandar formação profissional, segundo o relatório, estão a metalmecânica com 1,6 milhão de vagas, construção, com 1,3 milhão, logística e transporte com 1,2 milhão, alimentícia com 754 mil, informática com 528 mil, eletroeletrônica com 405 mil e energia e telecomunicações com 359 mil.

No topo do ranking por área deverão estar as ocupações transversais, aquelas com profissionais que estão aptos a trabalhar em qualquer segmento, como pesquisa e desenvolvimento, técnico de controle da produção e desenhistas industriais. O Senai estima que, neste setor, 1,7 milhão de vagas devem ser criadas nos próximos cinco anos.

Profissionais com formação técnica terão mais oportunidades na área de logística e transporte, exigindo a capacitação de 495.161 trabalhadores, enquanto a de metalmecânica precisará qualificar 217.703 pessoas.