CARREIRA – Pós Gradução em BI

O Instituto Politécnico de Tomar (IPT) e a SoftINSA, uma empresa especialista em serviços globais de tecnologias de informação do Grupo IBM, vão lecionar uma pós-graduação em Business Intelligence, que incluirá, no segundo ano, o desenvolvimento de um projeto no âmbito do IBM Smarter Cities Software. 

Durante o primeiro ano, o programa incidirá sobre temáticas como a Gestão Empresarial, Gestão de Capital Humano, Globalização e Gestão de Novos Mercados, Gestão e Optimização de Processos e Modelos Matemáticos de Análise e Apoio à Decisão. Para o segundo ano, o projecto a desenvolver contará com acompanhamento de técnicos da SoftINSA e com a integração de conceitos e estratégias com referência aos módulos de suporte.

As candidaturas a esta pós-graduação podem ser realizada até o dia 24 de Outubro.

Para mais infs: http://www.ipt.br/pos_graduacao_ipt

 

Carreira – O que esperam de você nos primeiros meses de trabalho?

Você acabou de trocar de emprego ou foi transferido de área, não importa o motivo, a verdade é que o friozinho na barriga se faz presente e temos que ser cautelosos, afinal ainda não estamos familiarizados com a nova rotina.

Confira abaixo algumas dicas selecionadas pelo “o diário” mostrando o que as empresas esperam de você nos primeiros meses de trabalho.

1) Mostrar qualidade na decisão: Para 18% dos executivos de RH, acertar nas escolhas é a qualidade importante para ter sucesso nos seis primeiros meses de trabalho.

2) Cultivar bons relacionamentos: A médio prazo, a falta de conexão com o chefe é considerada por 26% das empresas o maior obstáculo na evolução da carreira.

3) Contruir uma imagem positiva: Para quem é gestor, a capacidade de motivar pessoas é vista por 32% dos diretores de RH como a habilidade mais importante.

4) Despertar confiança: Demonstrar integridade é considerada por 20% das companhias a coisa mais importante na relação com colegas e clientes.

fonte: o diário

 

 

 

Alessandro Lemes – Novo colunista do blog da Infomev

É com muito prazer que informamos que o blog da Infomev possui um novo colunista: Alessandro Lemes da Silva.

Formado em Administração de Empresas, Matemática e pós graduado em Gerenciamento de Projetos, Alessandro tem atuado nos últimos 15 anos em diversas empresas de grande porte no Brasil e no exterior e em diferentes segmentos de negócio como varejo, financeiro e de telecomunicações. Atualmente atua na área de Business Intelligence do Banco Votorantim contribuindo com a disseminação da inteligência analítica e apoiando na promoção do uso da ferramenta SAS e agora irá apoiar e contribuir com o seu conhecimento através de artigos, notícias e discussões sobre o universo analítico.

Fique de olho e acompanhe suas publicações!

Alessandro Lemes da Silva - Colunista Infomev

 

Big Data – Quando o excesso de dados vira um problema

Uma pesquisa realizada pela KPMG Capital e que entrevistou  144 CFOs e CIOs de empresas multinacionais com receitas de US$ 1 bilhão ao ano ou mais.

O estudo constatou que 96% dos empresários reconhecem o valor do Big Data para suas companhias, mas que não conseguem implantar e gerenciar seus dados de forma eficaz.

O levantamento mostra ainda que 99% dos executivos consideram importante a análise de dados para os negócios, mas 75% desses empresários acham difícil tomar decisões relacionadas a esse assunto. Outros 85% têm dificuldades para analisar e interpretar com cuidado os dados existentes. Já para 54% deles a incapacidade de identificar quais dados devem ser coletados é a maior barreira para a implementação de uma estratégia de big data.

A pesquisa também revela que 79% dos executivos consideram análise de dados muito importante para seus planos de crescimento atuais e que 80% concordam que a velocidade é o principal benefício do uso do serviço. Além disso, 85% consideram um grande desafio a implementação da solução ideal para analisar e interpretar dados.

Já  42% dos executivos consideram como maior dilema a integração da tecnologia de dados aos sistemas existentes – embora 56% dos empresários tenham mudado suas estratégias de negócio para atender aos desafios ligados ao Big Data.

Fonte: site convergencia nacional