Universidades usam soluções de inteligência analítica em cursos de extensão

Pensando além, o SAS desenvolveu uma política estruturada não somente para atender o mercado acadêmico, mas especialmente para ajudar na disseminação de projetos de inovação tecnológica desenvolvidos por universitários.

Uma das instituições de ensino a aprimorar seus cursos com tecnologia SAS é a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), que conta com o apoio desse recurso no curso de extensão para simular a realidade dos negócios, facilitando o entendimento de estratégias aplicadas. Os alunos podem ver de perto as funcionalidades para gerenciamento de riscos ou para definir segmentação de clientes, por meio de análises preditivas.

Muitos departamentos da Universidade de Campinas (Unicamp) usam SAS. Há cerca de dois anos, a área de engenharia agrícola utiliza a tecnologia para mineração de dados. Há ainda iniciativas mais ousadas, como as desenvolvidas na Universidade do Chile, que queria oferecer um curso de Business Intelligence, e solicitou apoio ao SAS para a criação de uma disciplina focada em mineração de dados – parte integrante de um curso com foco em gestão.

Com essa atitude, a indústria assume o compromisso com o fomento à pesquisa e ao desenvolvimento de trabalhos científicos, auxiliando na formação de profissionais mais qualificados.

Fonte: SASCOM

infomev

Write a Reply or Comment