5 dicas para usar melhor o seu tempo

É comum iniciar o ano com sonhos que há muito tempo estavam adormecidos.Já estamos no terceiro mês do ano e é possível que você não tenha iniciado ainda o grande passo, que pode ser mudar de emprego, conseguir uma promoção, fazer aquela viagem ou até mesmo, estudar no exterior. O segredo é usar o tempo disponível a seu favor, ou seja, administrar o tempo de acordo com a meta escolhida.

Para ajudar, separamos 5 dicas que vão facilitar na administração e utilização do seu tempo.

1. Escolha suas prioridades para 2015

Passadas as festas, vale fazer um balanço de cabeça fria sobre 2014. O que deu certo? O que deu errado? Quais objetivos ainda precisam ser conquistados?

Essa reflexão serve para definir que atividades merecerão a maior porção da sua agenda neste ano. Para cada meta, é fundamental estabelecer um prazo.

2. Bloqueie áreas da agenda para assuntos nobres
Definidas as metas mais importantes para o ano, o ideal é deixar um tempo obrigatoriamente reservado para elas toda semana. Se você não fizer isso, corre o risco de se render a tarefas operacionais exigidas no dia a dia, que parecem urgentes e inevitáveis, mas que não contribuem com o seu futuro.

3. Não ceda aos imprevistos
Administrar o tempo exige firmeza. Disciplina é importante, sobretudo, na hora de encarar as surpresas do cotidiano. É perfeitamente válido negociar, adaptar e remanejar tarefas diante de emergências e imprevistos. O problema é anular toda a sua programação por causa deles.

4. Adote um único “assistente”
Guardar seus compromissos na memória é impensável. De aplicativos para smartphones à boa e velha agenda de papel, vale tudo. O importante é não deixar o seu cronograma “espalhado” em vários suportes ao mesmo tempo.

5. Considere buscar um mentor
Dependendo das suas necessidades, talvez seja interessante buscar a ajuda de outra pessoa para gerenciar o seu tempo. Colegas mais velhos, amigos, coaches e consultores podem ser um ponto de apoio importante.

Fonte: Exame.com

 

 

CONHECIMENTO – Cursos SAS Infomev

Que tal começar o ano aprendendo novas coisas ou se especializando em um assunto que você já conhece?

Com profissionais que ministram treinamentos SAS © há mais de 13 anos no Brasil, a Infomev conta com uma grade ampla de treinamentos abertos e in company que são ministrados nos formatos regulares e customizados de acordo com as necessidades diárias dos profissionais.

PROGRAMAÇÃO SAS (MÓD.I,II e III)

SAS MACRO (MÓD I e II)

SAS ENTERPRISE MINER (MÓD I e II)

SAS ENTERPRISE GUIDE (MÓD I, II e III)

LINGUAGEM SQL NO SAS

SAS IML

E se você ainda tem dúvidas sobre como funciona os treinamentos, confira o vídeo explicativo:

CARREIRA – Como não prejudicar sua imagem profissional com as redes sociais

Hoje em dia estamos sempre focados nas redes sociais. Uma maneira fácil e simples de interagir com os amigos, postar fotos e receber diversas informações. Mas é sempre importante tomar cuidado em como usar as redes sociais e, principalmente, como ela pode manchar a sua carreira, se não for bem utilizada.

Separamos para vocês alguns perfis catalogados, segundo o diretori de portal de empregos trabalhando.com.br.

Confira e veja se você não se encaixa em algum desses. E caso positivo, ainda dá tempo de mudar a imagem que foi construída.

– O preguiçoso: É aquele que diz odiar acordar cedo e assume não gostar de trabalhar. As comunidades mais comuns das quais participa são: “Eu odeio acordar cedo” e “Se trabalho fosse bom não era pago”.

– O acomodado: “Se nada der certo viro hippie”. Quase 300 mil pessoas compartilham do mesmo desejo caso seus planos não vinguem no futuro. O acomodado não possui ambição de crescer profissionalmente e está feliz na posição que ocupa na empresa. A impressão que passa ao chefe ou recrutador é de que essa pessoa não tem visão de futuro que possa contribuir para o crescimento da companhia.

– O bitolado: Essa pessoa gosta somente de uma coisa em específico. Pode ser um gosto musical, ideais e até mesmo uma única visão para a área de atuação. Isso é revelado nas diversas comunidades que participa sobre o mesmo tema, nas fotos e também na descrição do perfil. Todos temos preferências, mas é preciso tomar cuidado para não parecer inflexível.

– O baladeiro: Ele faz questão de mostrar a todos que gosta – e muito – de festas. Até aí não há problemas, é uma opção pessoal que não influencia no trabalho. A questão se agrava quando a situação é exagerada e as comunidades mostram irresponsabilidade. Como por exemplo: “Da balada ao trabalho” e “Eu trabalho de ressaca”. Com isso, essa pessoa mostra ser irresponsável e que não se importa com bom desempenho no dia seguinte.

– O reclamão: É aquela pessoa que reclama de tudo: da vida, do trabalho, dos compromissos, dos chefes e até dos amigos. Normalmente adere a diversas comunidades que começam com “Eu odeio”, é pessimista e nunca está satisfeita. Imagine se o seu chefe olha seu Orkut e, de repente, encontra a comunidade “Eu odeio meu chefe”. O mais curioso é que as pessoas já sabem que correm esse risco e aderem à “Socorro, meu chefe está no Orkut!”. Assim, é melhor rever seu perfil para que seu trabalho não seja comprometido.