eBook ensina de forma prática como o universo do Business Intelligence funciona

Atualmente, muito se fala a respeito de Business Intelligence (BI) e dos benefícios que ele pode trazer para as empresas. Apesar disso, o Gartner aponta que aproximadamente 80% dos projetos de Business Intelligence falham e a falta de um estudo mais aprofundado pode ser um dos fatores determinantes.

Para tentar mudar esse cenário, especialistas lançaram um eBook sobre construção e desenvolvimento de projetos de Business Intelligence. Com uma linguagem acessível, a publicação é voltada tanto para técnicos quanto para gestores e analistas de negócios.

Intitulado “BI Como Deve Ser – O Guia Definitivo“, o livro digital busca mostrar de forma prática como o universo do BI funciona, abordando assuntos que vão desde os conceitos básicos e benefícios até o desenvolvimento de soluções, contando ainda com dicas preciosas para aqueles que desejam alcançar sucesso em seus projetos ou até mesmo se tornarem grandes profissionais da área.

 

O eBook custa R$ 189,00 e conta com algumas vantagens, como uma garantia de 30 dias caso o leitor se arrependa da compra, acesso via mobile e suporte dos autores em caso de dúvidas relacionadas ao tema.

Saiba mais: http://www.bicomodeveser.com.br/

 

Fonte: Canaltech

Dados, Informação, Conhecimento e Inteligência

É importante distinguir dados, informação, conhecimento e acrescentar o conceito de inteligência. A figura abaixo apresenta uma tabela. O valor 35 na 1ª linha com a 2ª coluna é um dado. Dados são representações de informações. Sozinhos não dizem nada. Quando entendemos que o 35 significa a idade do cliente José, em anos, estamos transformando o dado em informação. As pessoas trabalham com informações, mas a tecnologia armazena dados.

Já conhecimento seria: “Todos os clientes da cidade de SP têm saldo médio maior que 9 mil reais”. Notem,  isto não é uma informação explícita na tabela. Só conseguimos chegar a esse conhecimento se cruzarmos informações diferentes. Conhecimento, portanto, vem das informações. Mas está acima. As pessoas recebem muitas informações no seu dia a dia, mas nem tudo fica retido,  nem tudo é útil, nem tudo será utilizado mais adiante. O que resta, o que é útil, o que é utilizado forma o conhecimento desta pessoa.

Cliente

Idade

Saldo Médio

Cidade

José

35

9000

SP

João

30

4000

Santos

Ana

25

8600

Rio

Maria

23

3000

Ribeirão Preto

Carlos

34

9700

SP

Dados x Informação x Conhecimento

Já o conceito de inteligência (alguns chamam de sabedoria) está acima do conhecimento. Imagine um grupo de pessoas numa sala fechada (nada entra ou sai) recebendo uma tarefa: quebrar a cadeira onde estão sentados. Admitamos que todos possuem a mesma força física e foram criados e educados em famílias e escolas semelhantes. Ou seja, possuem o mesmo nível de conhecimento, obtido por estudos nas escolas, leitura em casa, viagens, experiência, etc. Algumas destas pessoas conseguirão resolver o problema e outras não. Mas por que, se todas possuem a mesma força física e os mesmos conhecimentos?  A diferença está na forma como cada um utiliza o conhecimento que tem e as conexões que faz em seu cérebro. Isto é inteligência, ou seja, saber resolver problemas utilizando o conhecimento que possui. E isto se aplica também em poder resolver problemas novos, usando adaptações, analogias, etc.

BI então, como o nome “inteligência” indica, deve ajudar pessoas e organizações a resolverem seus problemas e alcançarem seus objetivos.

Tenha em mente que os altos volumes de dados e informações nem sempre geram conhecimento se não forem adequadamente interpretados, além disso, a qualidade dos dados deve ser considerada para a adequada apuração e geração da informação e conseqüentemente obtenção do conhecimento.

No próximo encontro falaremos um pouco mais sobre a qualidade dos dados.

Até breve!

As empresas mais ricas em dados no mundo

Você sabe quais são as empresas que mais possuem dados no mundo? Confira a lista completa, segundo a Smart Data Collective, que reuniu em uma lista as companhias com maior volume de dados armazenados e analisados no mundo. As empresas não estão listadas em nenhuma ordem de prioridade.

GE: A GE é sem dúvida uma das maiores companhias de tecnologia do mundo, com investimentos em áreas diversas que vão desde Aviação até Energia, e leva a questão da informação muito a sério. Para eles, se posicionar à frente do desenvolvimento da chamada IOT (Internet of Things) – conceito segundo o qual todos os dispositivos podem ser conectados entre si da mesma forma que os computadores – é a chave para aumentar a eficiência e revolucionar os negócios.

IBM: Em 2003, a IBM realizou uma pesquisa online com seus 50 mil funcionários perguntando a opinião de cada um deles a respeito de assuntos vitais para a administração da companhia. As respostas foram processadas por um software que realizou uma análise textual, e as mais comuns acabaram se tornando os principais objetivos da companhia.

Amazon: A Amazon não apenas trouxe o Big Data para as massas, mas mudou para a sempre a relação com os consumidores, tornando-a pessoal. Uma das principais dificuldades encontradas pelas pessoas que compravam online antes da Amazon era a ausência de um auxílio à compra que descrevesse os produtos e ajudasse o consumidor a encontrar o que ele realmente precisava.

Facebook: o Facebook conseguiu reunir a maior lista de contatos do mundo, contando com mais de 1 bilhão de usuários ativos e se consolidando como a maior de todas as redes sociais.

Google: Não existe como contruir uma lista com as maiores companhias de Big Data do mundo sem mencionar o grande rei das pesquisas online. Assim como o Facebook, o Google transformou a coleta e análise de dados em um modelo de negócio ao oferecer seus serviços de forma gratuita, e depois vendendo a informação que adquire sobre nós ao monitorar a maneira como navegamos na internet.

Cloudera: O Cloudera é líder neste campo, e percebe claramente a obrigação que tem para com a tecnologia livre em que é construído, retornando uma parte dos seus lucros para a fundação voluntária que mantém o Hadoop.

Kaggle: Os clientes da Kaggle podem contar com uma equipe de mais de 150 mil cientistas de dados, profissionais e amadores, de diversos lugares para resolver seus problemas, incluindo nomes importantes como a NASA, o Google, a Wikipedia e a Microsoft.

Trecho extraído do site Canaltech. Para ver a máteria completa, acesse o link ao lado: http://corporate.canaltech.com.br/materia/negocios/Conheca-as-empresas-mais-ricas-em-dados-do-mundo/#ixzz3G2gW1vVe

Fonte: Canaltech