CARREIRA – Como não prejudicar sua imagem profissional com as redes sociais

Hoje em dia estamos sempre focados nas redes sociais. Uma maneira fácil e simples de interagir com os amigos, postar fotos e receber diversas informações. Mas é sempre importante tomar cuidado em como usar as redes sociais e, principalmente, como ela pode manchar a sua carreira, se não for bem utilizada.

Separamos para vocês alguns perfis catalogados, segundo o diretori de portal de empregos trabalhando.com.br.

Confira e veja se você não se encaixa em algum desses. E caso positivo, ainda dá tempo de mudar a imagem que foi construída.

– O preguiçoso: É aquele que diz odiar acordar cedo e assume não gostar de trabalhar. As comunidades mais comuns das quais participa são: “Eu odeio acordar cedo” e “Se trabalho fosse bom não era pago”.

– O acomodado: “Se nada der certo viro hippie”. Quase 300 mil pessoas compartilham do mesmo desejo caso seus planos não vinguem no futuro. O acomodado não possui ambição de crescer profissionalmente e está feliz na posição que ocupa na empresa. A impressão que passa ao chefe ou recrutador é de que essa pessoa não tem visão de futuro que possa contribuir para o crescimento da companhia.

– O bitolado: Essa pessoa gosta somente de uma coisa em específico. Pode ser um gosto musical, ideais e até mesmo uma única visão para a área de atuação. Isso é revelado nas diversas comunidades que participa sobre o mesmo tema, nas fotos e também na descrição do perfil. Todos temos preferências, mas é preciso tomar cuidado para não parecer inflexível.

– O baladeiro: Ele faz questão de mostrar a todos que gosta – e muito – de festas. Até aí não há problemas, é uma opção pessoal que não influencia no trabalho. A questão se agrava quando a situação é exagerada e as comunidades mostram irresponsabilidade. Como por exemplo: “Da balada ao trabalho” e “Eu trabalho de ressaca”. Com isso, essa pessoa mostra ser irresponsável e que não se importa com bom desempenho no dia seguinte.

– O reclamão: É aquela pessoa que reclama de tudo: da vida, do trabalho, dos compromissos, dos chefes e até dos amigos. Normalmente adere a diversas comunidades que começam com “Eu odeio”, é pessimista e nunca está satisfeita. Imagine se o seu chefe olha seu Orkut e, de repente, encontra a comunidade “Eu odeio meu chefe”. O mais curioso é que as pessoas já sabem que correm esse risco e aderem à “Socorro, meu chefe está no Orkut!”. Assim, é melhor rever seu perfil para que seu trabalho não seja comprometido.

infomev

Write a Reply or Comment