A corrida contra a fraude de Seguros

 A fraude em seguradoras iniciou-se no século 19, quando proprietários de barcos os escondiam e fingiam ter sido roubado, para poder resgatar o dinheiro do seguro. Com o passar do tempo, este tipo de golpe parece crescer ainda mais. Estudos recentes do National Insurance Crime Bureau (NICB) relatou um aumento de 18% durante o período de 2009 a 2011.

Porém diferentemente das fraudes aplicadas contra cartões de crédito, onde a fraude é identificada rapidamente, nas seguradoras, além do tempo  ser mais longo para descoberta, corre o risco de nunca identificar uma fraude. Os golpes vão além de seguradoras de bens materiais, atualmente eles também são aplicados em seguros de vida, fingindo um falecimento do segurado, apenas para receber o montante.

Diante deste cenário, muitas empresas passaram a investir em sistema de detecção automática de fraude, evitando prejuízos gigantescos.  Algumas grandes seguradoras como Hyundai Marine & Fire, a maior da Coréia, construiu um sistema usando o SAS. A solução impede fraudes e melhora o processamento de pagamento do prêmio, protegendo os clientes rentáveis.

Investir em tecnologia para evitar este tipo de problema, é um negócio vantajoso para as seguradoras. As soluções podem ser usadas individualmente ou em combinações, ajudando as empresas a detectarem e prevenirem-se de atividades suspeitas.

Bancos, governo e saúde são alguns dos segmentos que adotaram a solução de detecção de fraude SAS, registrando um crescimento de 370% nas receitas totais de software antifraude desde 2010. Estas empresas passaram a aproveitar melhor a inteligência investigativa, evitando então prejuízos consideráveis.

infomev

Write a Reply or Comment